Canhão monitor: Saiba quando e como usar

Conheça nesse post qual o momento e as diferentes formas de se usar o canhão monitor

Em casos de incêndio que necessitam de grande vazão e distância para o combate, o equipamento ideal é o canhão monitor, aplicando água ou espuma diretamente nos focos. Esse sistema é normalmente encontrado em parques de tanques e áreas de transferência de combustível, pois nesses lugares a probabilidade de um incêndio de grandes proporções é muito grande.

Além disso, eles podem trabalhar com diferentes tipos de esguichos como os esguichos reguláveis, alterando o padrão do jato final para sólido ou neblina. Existem também as opções que atuam por controle remoto do jato e outros esguichos que tem proporcionador incorporado para sucção de LGE (Líquidos Geradores de Espuma).

Tipos de canhões

– Portátil:
Esse equipamento é ideal para projetos que visam ataque rápido e preciso ao foco do incêndio, através de alimentação com mangueiras de 2.1/2”. É utilizado em conjunto com o Kit de Ancoragem: Uma corrente soldada que se prende ao equipamento com mosquetões e uma ponteira metálica fixada diretamente no chão. Esse kit impede que o canhão monitor portátil se desloque no empuxo da vazão. A vantagem desse canhão é facilidade de transporte, com possibilidade de reposicionar o equipamento com as linhas de mangueiras abertas.

– Fixo:
Tipo de canhão normalmente flangeado (rosca opcional), ideal para ser utilizado em refinarias, indústrias gerais, petroquímicas, áreas de carga e descarga de combustíveis, áreas de estocagem de gás natural e GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), indústrias de papel e celulose e docas. Alguns modelos são dotados de válvula esfera de passagem plena, que facilita o uso do equipamento.

– Auto-oscilatório:
Possui como característica principal uma turbina que se movimenta pela água de combate, isso provoca um movimento oscilatório ajustável. Esse equipamento é projetado para atuar sem operador, pois seu movimento de varredura é automático e funciona com a pressão de água já existente no sistema, podendo ser aplicado no resfriamento de tanques. Essa configuração permite que o brigadista atue em outra frente de combate simultaneamente ao resfriamento.

– Controle remoto:
Equipamento dotado de motores que movimentam o canhão horizontal e verticalmente. O jato do esguicho também pode ser regulável remotamente entre sólido ou neblina.

Referência: Bucka

Nós da Rodrigues Projetos somos especialistas em combate à incêndios. Para saber mais clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up